Você se dá a liberdade que procura?

Ou será que tem se limitado?

Eu sei, já comecei o e-mail com um peteleco no ouvido. Às vezes, a gente precisa de um choque pra acordar pra vida (criativa). Tive reflexões importantes essa semana e faço questão de compartilhar com você.

“Será que você se dá a liberdade que tanto deseja?”

Me fiz essa pergunta há dois dias. Imagine a situação…estava terminando de tomar meu café, quando olhei pela janela e comecei a misturar o sabor da cafeína com alguns pensamentos amargos. Entre um gole e outro, refleti sobre como estou me relacionando com minha carreira acadêmica e profissional.

Não tenho dúvidas de que sinto cada vez mais a necessidade de uma liberdade criativa. De preferência, que isso venha com a liberdade financeira, por favor?! haha Amo escrever, adoro desenhar, gravar vídeos, produzir conteúdos - fico transitando entre tudo isso, me divirto, mas ainda não sinto que sou livre para fazer o que quiser.

É como se precisasse me limitar a fazer apenas as coisas que já descobri que gosto.

Calma, deixa eu contar como cheguei nesse vulcão de pensamentos…

Uma amiga me veio com a ideia de que eu deveria fazer um curso de tatuagem. Segundo ela, ser tatuadora combinaria comigo. Além de trazer um retorno financeiro mais interessante, eu ainda seria livre para fazer meus dias. A ideia me animou muito! Pesquisei curso, pedi orçamentos, me imaginei tatuando, mas no mesmo instante, senti que não poderia.

  1. Por que não poderia?

  2. O que me impediria?

Eu mesma.

Isso pareceu muito errado, porque já trilhei um caminho até aqui. Porque já me estabeleci em uma área. Porque investi 7 anos da minha vida no caminho do marketing. Porque amo escrever.

Esse sentimento me incomodou demais.

Depois de pensar muito no que estava rolando comigo, no último gole de café, cheguei a conclusão: não me permito ser livre para criar tanto quanto sonho ser.

Quantas coisas você já sentiu vontade de tentar, mesmo que apenas pelo prazer de experimentar, mas você mesmo se bloqueou?

Acontece mais do que deveria.

Nos prendemos em uma caixa e levamos a vida no 8 ou 80. Preto no Branco. Ferro e Fogo. Quem colocou na minha cabeça que eu não posso juntar todas as coisas que amo em um só projeto? Ou em vários?

Nossas paixões podem ser combinadas, simplesmente porque o mundo tem menos regras do que a gente imagina. Ele parece muito rígido para você? Experimente tirar a sua lente. Foi o que fiz e levei meus pensamentos para o mundo do “E se”.

E se eu inventasse um estilo próprio de trabalhar com tatuagem, o

TUT,

Tatue um Texto

Poderia escrever textos sob encomenda para virar tatuagem.

Poderia tatuar e continuar escrevendo diversos livros.

Poderia tatuar, escrever e gravar vídeos.

O dia tem 24 horas, a semana tem 7 dias…

Sei lá, só viajando na sopa de letrinhas aqui pra te mostrar como existe um universo de possibilidades, mas a gente se limita a troco de nada.

Se eu vou fazer o curso de tatuagem algum dia? Ainda não sei. Só de ter entendido que minha criatividade não se resume a qualquer escolha, já fico feliz. 😂

E, então...Será que você se liberta ou se limita?


Tenho pensado muito sobre uma coisa nesta semana…

O processo é lento, mas desistir não faz ele acelerar.

Até porque, se você desistir, vai fazer o quê? A não ser que você tenha uma coisa mais interessante ou que te agrade mais, não faz o menor sentido parar só por parar.

💡 O envolvimento aquece sua criatividade. Quando você menos espera, as coisas acontecem.


🎧 Pra embalar as ideias

Se tudo anda complicado e o avesso vive chegando pra te incomodar, aproveite a bagunça pra brincar. ;)


Produzir conteúdo é menos sobre se desgatar e mais sobre se expressar #ReflexõesCriativias


3 coisas sobre a criatividade que você não deveria esquecer:

  • Ela é recíproca: se você investe nela, ela te retribui

  • Criatividade tem a ver com humildade e não exclusividade

  • Nem sempre seus bloqueios criativos são coisas que te fazem mal


  1. Se você pensa em criar conteúdos mais criativos, esse artigo vai te ajudar: quero ler!

  2. Esse vídeo é muito interessante para pensar como 24 horas podem ser exploradas de diferentes maneiras: assista

  3. A resenha do livro “Essencialismo” teve vários acessos: veja aqui. Parece que as pessoas gostam desse tipo de publicação! <3

É tão bom bom ter você por aqui :) Se você tem alguma sugestão de conteúdo ou comentário fique à vontade para enviar um direct pra mim no @canalbiigbag ou responder este e-mail. 

Se você tem curtido essa news, encaminhe o link para assinatura para um amigo. É muito importante pra mim e você ainda espalha a criatividade por aí. <3

Share

  • Assine para receber os conteúdos toda semana!